Mês da mulher – Mulheres que marcaram história na tecnologia.

Nesse mês da mulher, vamos falar sobre a representatividade da mulher na área de tecnologia, e, que tal voltarmos no tempo para relembrar alguns feitos delas que inovaram e contribuíram para o desenvolvimento da área de computação e tecnologia?:

As garotas do ENIAC:

Trabalhando em um dos primeiros supercomputadores criados, na escola de engenharia Moore, no estado americano da Pensilvânia, Betty Snyder (a única que não aparece na foto acima), Marlyn Wescoff, Fran Bilas, Kay McNulty, Ruth Lichterman e Adele Goldstine, davam instruções para realizar cálculos do ENIAC (Electrical Numerical Integrator and Computer que foi o primeiro computador digital eletrônico de grande escala no mundo). Isso significa que elas lidavam diariamente, com mais de 3 mil interruptores que ligavam um hardware de 80 mil toneladas, manualmente.

Irmã Mary Kenneth Keller:

Mary kenneth keller escreveu quatro livros sobre computação e programação, e as obras são até hoje uma referência, ela enxergou desde cedo o potencial dos computadores como uma ferramenta voltada para o desenvolvimento humano, tanto que logo após a ser a primeira mulher a receber o doutorado em ciências da computação, Keller trabalhou na área de ensino, fundando o departamento de ciências da computação, o qual continuou administrando até seu falecimento em 1985.

Hoje batiza o centro de ciências da computação da universidade onde atuou por mais de 20 anos (Universidade Clarke, no estado americano do Iowa), além de ter uma bolsa de estudos na área que também leva seu nome.

Grace Hopper:

Quando falamos em pioneirismo, Grace Hooper tem diversos títulos, ela foi a primeira mulher a se formar na universidade de Yale, com PhD em matemática, além de ter sido a primeira almirante da marinha dos E.U.A.

Na área de tecnologia, ela foi a responsável por criar a linguagem de programação COBOL que nada mais é que uma linguagem de alto nível concebida para aplicações comerciais e financeiras, utilizada até hoje em grandes empresas, além do COBOL Grace também criou a linguagem para UNIVAC, que foi o primeiro computador comercial fabricado nos Estados Unidos.

Karen Sparck Jones:

Karen foi criadora do conceito dos sites de busca, se hoje conseguimos procura algo em site de busca e receber respostas em segundos, devemos a ela. Ela originou um conceito chamado: “frequência inversa do termo”, que é a base dos sistemas de busca e localização, eles analisam os termos que mais aparecem nos textos e os cruzam com um sistema de filtro, e por fim, mostram a relevância dos temas.

Até hoje pesquisadores ainda aplicam as formulas criadas por ela.

Resultado de imagem para Karen Sparck Jones:

Roberta Williams:

Falando em games, não há como não citar Roberta Williams, ela ao lado do seu marido Ken, foi fundadora da On-line Systems, que ao tardar se tornou Sierra, um dos maiores nomes da indústria de jogos eletrônicos, tendo participado do desenvolvimento e distribuição de grandes nomes como: King’s Quest, Phantasmagoria, Half-Life e Counter-Strike.

Aos poucos a companhia onde Roberta administrava, foi passando por diversas restaurações, vendas e organizações internas, depois dos anos 2000 a empresa se uniu à Activision, e hoje é a maior empresa de games do mercado, em paralelo, a empresa Sierra deixou de existir, mas voltou a vida em 2014 e está aberta até hoje.

Em meados dos anos 2000, a companhia foi adquirida pela Vivendi, que mais tarde, se uniu à Activision para criar o que hoje é a maior empresa de games do mercado. Em 2008, entretanto, a Sierra deixou de existir, voltando à vida em 2014 e existindo até os dias de hoje. Esse retorno também garantiu a Roberta e Ken Williams um prêmio na cerimônia dos The Game Awards de 2014. No evento, eles foram considerados “ícones da indústria” e aproveitaram a ocasião para anunciar o reboot de King’s Quest, com episódios ainda a serem lançados. A honraria foi apresentada com um relato emocionado de Neil Druckmann, produtor de The Last of Us e Uncharted 4: A Thief’s End, afirmando que aprendeu a falar inglês e decidiu trabalhar na indústria devido à influência de King’s Quest e das obras da Sierra.

Carol Shaw:

Falando em games, Carol Shaw, foi a primeira mulher a trabalhar na indústria de games, sendo uma das principais pioneiras para igualdade de gênero nesse segmento. Primeiro, a desenvolvedora trabalhou em Polo (jogo de 1978 feito para uma campanha promocional da grife Ralph Lauren), e na sequência lançou comercialmente o primeiro jogo criado por uma mulher: era o 3-D Tic-Tac-Toe, de 1979, baseado no tradicional jogo da velha. Depois, entrou na Activision, onde programou River Raid em 1983 – seu game mais famoso.

Logo após passar pela Tandem Computers, Carol Shaw foi contratada como engenheira de software pela Atari, foi lá que desenvolveu seus primeiros jogos. Saindo da companhia que se tornou o símbolo da revolução dos videogames no mundo, Shaw foi trabalhar na Activision que na época fabricava cartuchos para Atari, foi lá que desenvolveu seu maior sucesso – River Raid – considerado um clássico e um dos jogos mais populares de sua época.

 

 

 

 

A Hands On TI utiliza cookies que são necessários ao funcionamento adequado de suas Páginas.